Dicas

25 de novembro: Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher

24/11/2020

25-de-novembro-dia-internacional-da-nao-violencia-contra-a-mulher-jokabarbantes

Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher: a data traz uma importante reflexão sobre a situação de violência em que vive uma grande parte das mulheres do Brasil e do mundo.

A data foi escolhida para homenagear as irmãs Pátria, Maria Teresa e Minerva Maribal que foram torturadas e assassinadas no dia 25 de novembro de 1960, a mando do ditador da República Dominicana, Rafael Trujillo – as irmãs dominicanas eram conhecidas por “Las Mariposas” e lutavam por soluções para problemas sociais. A data foi instituída em 1999 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas.

O dia 25 de novembro tem como objetivo conscientizar e mostrar a dimensão do feminicídio e o aumento do número de casos de mortes de mulheres por razões de gênero.

Dados sobre ‘Violência Contra a Mulher’

  • Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil está no 5º lugar dos países que mais matam mulheres no mundo no contexto de violência doméstica. O ranking é feito em 84 países.
  • O dado mais recente sobre feminicídios é do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que em 2019 divulgou um levantamento mostrando que, em 2018, 1.206 mulheres foram assassinadas. As mortes, porém, foram registradas como feminicídio, quando a vítima morre por causa do seu gênero.
  • Outro dado divulgado em 2018 sobre violência contra a mulher, revela que foram registrados 263.067 de lesão corporal dolosa dentro da Lei Maria da Penha. Demostrando que a cada dois minutos, uma mulher apanhou do marido, namorado ou ex-companheiro.
  • Outro dado alarmante é que com a pandemia de covid-19, os atendimentos da Polícia Militar a mulheres vítimas de violência aumentaram 44,9% no estado de São Paulo. Em relatório divulgado em abril, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) informou que o total de socorros prestados passou de 6.775 para 9.817, na comparação entre março de 2019 e março de 2020. A quantidade de feminicídios também subiu no estado, de 13 para 19 casos (46,2%).

25-de-novembro-dia-internacional-da-nao-violencia-contra-a-mulher-jokabarbantes


4 situações que mantêm mulheres em relacionamentos abusivos

  1. Dependência financeira: algumas mulheres se submetem a relacionamentos violentos por considerarem não serem capazes de se sustentarem sozinhas, principalmente, quando há filhos envolvidos.
  2. Dependência emocional: muitas mulheres acreditam que mesmo vivendo em um relacionamento abusivo não podem viver sem o “outro”, passando a se submeter a situações que a desagradam só para não estar sozinha ou perder o ‘amor de sua vida”.
  3. Criação dos filhos: algumas mulheres acreditam ser necessária a presença da “figura paterna” na criação dos filhos. Pensando primeiramente no bem-estar dos pequenos em detrimento do seu próprio.
  4. Falta de apoio: a falta de apoio da família e amigos contribui para que vítimas de violência doméstica permaneçam em relacionamentos abusivos. A casos ainda que, familiares exercem pressão para que a vítima não desfaça o casamento, por exemplo, para não “manchar” o nome da família.

25-de-novembro-dia-internacional-da-nao-violencia-contra-a-mulher-joka-barbantes-trico-croche-ganhar-dinheiro-joka-barbantes-nova-odessa


Violência contra a mulher: o tricô e o crochê como meio de sustento

Já considerados um “passatempo”, o tricô e o crochê, hoje, também são vistos como um meio de sustento. É comum ouvirmos histórias de pessoas que tiveram suas vidas transformadas através dessas duas técnicas.

Com agulha, barbante de qualidade, tesoura e fita métrica, muitas mulheres conseguiram transformar suas histórias e hoje são responsáveis pelo sustento de suas casas.

Começando com pouco é possível confeccionar peças que atraiam clientes e se torne um ganha pão para muitas mulheres que outrora dependiam de terceiros para sobreviver.

5 dicas para quem está começando no tricô e no crochê

 

  • Prefira agulhas um pouco maiores no começo
  • Escolha barbantes de qualidade
  • Pratique bastante o ponto da correntinha antes de passar para outros pontos básicos
  • Busque tutorias para desenvolver suas técnicas
  • Trabalhe em cima de uma peça teste até aperfeiçoá-la

Conheça a Fábrica de barbantes Joka Barbantes em Nova Odessa, para sua criatividade sem limites. Os melhores barbantes, novelos, linhas e tiras para trabalhos artesanais. Fale com a gente. Contato rápido por WhatsApp ou pelo formulário de contato do site.

Loja de Fábrica

Endereço
Rua Francisco Bueno, 245 – Jd. Europa
Nova Odessa, SP, CEP: 13380-120

Horário
Segunda–Sexta: 8:00–17:00
Sábados e domingos: 8h–12h

MENU

Abrir WhatsApp